Noticias

Pronatec amplia vagas para capacitação de pescadores e aquicultores

O Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e o Ministério da Educação (MEC) vão ampliar o número de vagas para pescadores e aquicultores nos cursos oferecidos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Neste primeiro semestre serão disponibilizadas 11.217 vagas em 23 estados. Já no segundo semestre, a previsão é de que todos os estados sejam contemplados.
Serão ofertadas vagas em 18 modalidades de curso. Entre eles, estão: condutor de turismo de pesca; criador de peixes em tanque rede; criador de peixe em viveiros escavados; marisqueiro; operador de beneficiamento de pescado; aquicultor; operador e mantenedor de embarcações de pesca artesanal; pescador artesanal de água doce; pescador artesanal de ambiente marinho; pescador profissional; piscicultor; preparador de pescado; redeiro; técnico em aquicultura; técnico em equipamentos pesqueiros; técnico em pesca; técnico em recursos pesqueiros e técnico em processamento de pescado.
Os cursos são gratuitos e ministrados nas escolas públicas federais, estaduais e municipais, nas unidades de ensino do Senai, do Senac, do Senar e do Senat. Os interessados precisam comparecer a Superintendência da Pesca e Aquicultura em seu estado para solicitarem as inscrições.
Segundo o diretor da Pesca Artesanal do MPA, Henrique Almeida, essa medida ajudará a reduzir a carência destes setores com relação à qualificação profissional. “Ampliar o número de vagas é dar oportunidade para os trabalhadores ampliarem seus conhecimentos com relação ao desenvolvimento da cadeia produtiva do pescado”, afirmou.
Desde 2012, o Pronatec vem oferecendo cursos de formação inicial e continuada para pescadores e aquicultores. Em 2013, foram ofertadas 612 vagas em nove estados. A meta para 2015 é chegar a 40 mil em todo o País.




Pronatec amplia o número de vagas nos cursos de capacitação para pescadores e aquicultores

imagem 47peq
imagem 48peq
Pronatec amplia o número de vagas nos cursos de capacitação para pescadores e aquicultores
Este ano serão ofertadas mais de onze mil vagas

O Ministério da Pesca e Aquicultura e o Ministério da Educação vão ampliar o número de vagas para pescadores e aquicultores nos cursos oferecidos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC. Neste primeiro semestre serão disponibilizadas 11.217 vagas em 23 estados. Já no segundo semestre, a previsão é de que todos os estados sejam contemplados.
Serão ofertadas vagas em 18 modalidades de curso entre eles estão: condutor de turismo de pesca; criador de peixes em tanque rede; criador de peixe em viveiros escavados; marisqueiro; operador de beneficiamento de pescado; aquicultor; operador e mantenedor de embarcações de pesca artesanal; pescador artesanal de água doce; pescador artesanal de ambiente marinho; pescador profissional; piscicultor; preparador de pescado; redeiro; técnico em aquicultura; técnico em equipamentos pesqueiros; técnico em pesca; técnico em recursos pesqueiros e técnico em processamento de pescado.
Os cursos são gratuitos e ministrados nas escolas públicas federais, estaduais e municipais, nas unidades de ensino do SENAI, do SENAC, do SENAR e do SENAT. Os interessados precisam comparecer a Superintendência da Pesca e Aquicultura em seu estado para solicitarem as inscrições. 
Segundo o diretor da Pesca Artesanal do MPA, Henrique Almeida, essa medida ajudará a reduzir a carência destes setores com relação à qualificação profissional. “Ampliar o número de vagas é dar oportunidade para os trabalhadores ampliarem seus conhecimentos com relação ao desenvolvimento da cadeia produtiva do pescado”, afirmou.
Desde 2012, o Pronatec vem oferecendo cursos de formação inicial e continuada para pescadores e aquicultores. Em 2013, foram ofertadas 612 vagas em 9 estados. A meta para 2015 é chegar a 40 mil em todo o país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário